Terapia de casal: como funciona e por que fazer

Você e seu parceiro estão numa maré ruim? Será que não vale à pena pensar numa terapia de casal?

Os problemas que surgem na terapia de casais tendem a ser quase sempre os mesmos: as mudanças de vida, a dificuldade de se livrar da bagagem familiar ou a incapacidade de aceitar a parte não emergente do relacionamento.

Por que iniciar uma terapia de casal?

Quando um ou ambos os parceiros experimentam um mal-estar duradouro, a terapia de casal acaba sendo uma excelente  ferramenta de ajuda. Especialmente para os cônjuges na verificação de  dinâmicas repetitivas  que alimentam mal-entendidos e criam um  círculo vicioso de frustração, a ponto de determinar uma diminuição do desejo.

Este artigo explica por que pedir o conselho de um terapeuta de casal, mesmo online, pode ser a melhor decisão, o que aumentará o bem-estar psicofísico do indivíduo e de ambos.

Terapia de casal na abordagem sistêmica relacional

O casal não vive apenas no presente. Às vezes, seu bom funcionamento pode ser sabotado pelo entrelaçamento com dimensões interpessoais e trans temporais. Todo mundo ama com base em suas experiências e traumas, que podem ser revividos quando se torna pai.

O casal é um iceberg

De acordo com a  teoria sistêmica, adotada na dinâmica dos relacionamentos,  quando duas pessoas se escolhem fazem um pacto  composto por uma parte emersa e explícita, e uma parte submersa e implícita, como um iceberg.

A  parte emersa unifica o casal e é composta por:

  • solicitações abertas e aceitação de solicitações de parceiros;
  • regras explícitas e claras;
  • acordos compartilhados entre os dois parceiros;

A  parte submersa, por outro lado, é determinada por:

  • constrangimentos inconscientes;
  • pedidos implícitos para que o outro confirme uma imagem específica de nós.

Ou seja: “Eu escolho você pelo que eu secretamente gostaria que você fosse”. Certos casais, por exemplo, baseiam o equilíbrio na dinâmica declarada dos papéis de salvador e resgatado. Mas quando os papéis se invertem, o salvador faz ao parceiro pedidos de cuidados que são percebidos como impróprios. Aqui pode ocorrer uma crise de casal.

A crise de um relacionamento

Mas crise nem sempre significa catástrofe. É normal passar por mudanças ao longo do tempo, tanto para o casal quanto para os parceiros individuais, e os casais que vivem em perpétua harmonia são muito raros.

No uso comum, o termo crise tem um significado negativo, mas sua etimologia (que se refere ao antigo grego krino = avalio, discerno) ajuda a apreender seu significado positivo. Um momento de crise é muitas vezes o primeiro passo para o renascimento.

Quando é útil entrar em contato com um psicoterapeuta?

Um psicoterapeuta de casal pode ser contatado quando um ou ambos os parceiros experimentam desconforto significativo e prolongado, que não pode ser resolvido por tentativas independentes. É necessário, portanto, adquirir a consciência de que sozinho não é possível superar o desconforto.

Uma  terceira olhada  no casal pode ser útil. Infelizmente, um número significativo de casais muitas vezes decide se separar sem procurar aconselhamento especializado ou, pior de tudo, manter um vínculo disfuncional.

Fatores externos e internos de uma crise

Se as emoções avassaladoras do início desaparecerem, uma avaliação mais objetiva das características do parceiro se abre. Essa etapa, às vezes, resulta em uma decepção das expectativas.

Os fatores mais comuns na origem de uma crise de casal são, no entanto, divididos em duas categorias: fatores externos, percebidos como incontroláveis ​​e causadores de insegurança, e fatores internos. Em detalhe:

  • os fatores externos podem ser os chamados eventos de vida, ou seja, as mudanças na vida, negativas e positivas, que impactam no equilíbrio do casal: um luto ou o cuidado de um filho recém-nascido, a perda de um emprego, um doença, desastres naturais;
  • fatores internos como a saída da família de origem e os antecedentes familiares relativos (ideias, valores, hábitos) que podem ser um obstáculo para a definição da nova unidade familiar.

Causas adicionais de crise em um relacionamento

A traição pode ser um gatilho para a crise. Para os cônjuges que declararam fidelidade este é um dos principais fatores disruptivos, pois compromete a confiança no parceiro. No entanto, é possível entender por que ocorre uma traição e tentar superá-la.

Muitas vezes, o crescimento individual dos parceiros não anda de mãos dadas. Este momento pode acontecer em conjunto com o pedido de maior autonomia de um elemento do casal.

Para que serve a terapia de casal?

A terapia de casal aborda o vínculo entre os dois parceiros e não o indivíduo único, concentra-se no relacionamento e nas mudanças que podem ser feitas. Os objetivos são:

  • superar uma crise que o deixa insatisfeito;
  • recuperar a compreensão, reconstruir a confiança e aproximar-se da intimidade;
  • viver a relação de uma forma mais  construtiva e satisfatória.

O conselheiro de casal ajuda os parceiros a definir os problemas, identificando os objetivos terapêuticos e focando nas questões críticas.

Terapia de casal funciona?

Terapia de Casal: o que é, quando se aplica e como funciona

Pesquisas confirmam como os casais que procuram  ajuda especializada obtêm diversos benefícios, aumentando a taxa de sucesso da terapia. Os casais são capazes de superar situações de impasse, de recuperar uma dimensão comunicativa e relacional mais vital e alegre.

Mesmo os casais mais funcionais podem se beneficiar da terapia. Experiências positivas sugerem que a terapia de casal também é útil para parceiros saudáveis ​​que sentem o desejo de melhorar a comunicação interna, fortalecer o vínculo e lidar melhor com mudanças e eventos estressantes.

 

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.